Revista Zumm - Edição 44

20
jul
Pequenos milagres
Pequenos milagres
  • Pequenos milagras . psicogeriatria .

Ter conhecimento e pensar positivo não são suficientes para que coisas boas aconteçam. É necessário passar do “saber” para o “fazer”.

Você já reparou que muitos de nós parecem viver no modo automático, repetindo tarefas desagradáveis dia após dia? De fato, vivemos tempos difíceis, no Brasil e no mundo, e mudar o cenário
geral em curto prazo parece algo impossível. Mas é justamente nesses momentos de tensão que temos uma ótima oportunidade para refletir sobre nossas próprias atitudes.

Todos possuímos a capacidade intrínseca de mudar nosso destino. O problema é que temos tendência a assumir uma postura passiva diante da vida, culpando as circunstâncias pelas nossas mazelas. Quando assumimos plena responsabilidade por nós mesmos, nos tornamos mais fortes para encarar e resistir as adversidades que invariavelmente a vida trará, por mais bela que seja.

Entre uma dificuldade e outra, a vida constantemente nos presenteia com pequenos milagres: fenômenos da natureza, expressões de afeto e carinho, momentos de epifania. Tudo de que precisamos é estarmos atentos e sensíveis a esses acontecimentos. Atenção especial também deve ser dada aos nossos pensamentos e emoções. Nossa mente é poderosíssima e o que acontece com ela reflete diretamente no nosso organismo, ditando de que maneira nosso corpo funcionará – e vice-versa. Sabendo disso, procure encher sua mente com pensamentos positivos e beneficiar seu corpo com hábitos saudáveis.

A existência de cada ser humano é única e singular, e não há receita de bolo que garanta bons resultados a todos. Mas uma coisa é certa: cuide bem de você e a vida lhe retribuirá. Contudo, não se engane, pois ter conhecimento e pensar positivo não são suficientes para que coisas boas aconteçam. É necessário passar do “saber” para o “fazer”. Então, mãos à obra e prepare-se para uma vida cheia de encantos e pequenos milagres.

Dr. Vinicius Faria – Psicogeriatra