Capa Revista Zumm: Os 80 são os novos 60!

03
fev
Quantos anos você quer ter?
Quantos anos você quer ter?
  • envelhecimento . psicogeriatra . psicogeriatria . vinicius faria .

Envelheça com qualidade

Já ouviu falar em psicogeriatria? Assim como a psiquiatria, ela é uma especialidade médica que cuida da saúde mental, porém voltada para idosos (no Brasil, são considerados parte da melhor idade homens e mulheres acima dos 60 anos, já em países desenvolvidos, acima dos 65). De acordo com o Dr. Vinicius Faria, que é psicogeriatra e nosso colunista, é possível se preparar para um bom envelhecimento muito antes do que podemos imaginar. “Alguns problemas de saúde irão se manifestar na velhice, porém eles vêm lá de trás, ou seja, estão relacionados aos hábitos que cultivamos durante toda a vida. É lógico que existe uma genética envolvida, contudo, não é uma sentença. Se você possui uma genética desfavorável, mas leva uma vida que promove saúde, o desfecho será outro”.

Por isso, desde cedo, é muito importante equilibrar corpo e mente, realizando atividades físicas, consumindo alimentos saudáveis, evitando o tabagismo, o uso de álcool em excesso, entre outros.

Um ponto importante que o psicogeriatra destaca é dos exercícios para a mente, já que é comum que o idoso sofra uma diminuição da sua flexibilidade mental e da velocidade de processar informações. “É indispensável que ele realize leituras diárias, se mantenha informado dos acontecimentos cotidianos e participe da rotina familiar. Inclusive, existem dados que afirmam que alguns tipos de videogames podem ajudar a estimular os idosos, uma ótima opção para ser feita juntamente com os filhos e netos, por exemplo”.

E nada de pensar que a vida social vai dar aquela brecada só porque alcançou a 3ª idade. Aliás, de acordo com Vinicius, é preciso que o idoso mantenha diversos tipos de relacionamento pessoais e profissionais “Ele pode optar por estudar uma nova língua, viajar, buscar um trabalho que esteja relacionado com coisas que ele goste de fazer. Navegar pela internet também ajuda muito! Na própria página que tenho no Facebook, percebo a ampla participação deles, seja com perguntas, contando seus casos, dando opinião. Isso é muito bacana!”.

 

“Alguns problemas de saúde irão se manifestar na velhice, porém eles vêm lá de trás, ou seja, estão relacionados aos hábitos que cultivamos durante toda a vida. É logico que existe uma genética envolvida, contudo, não é uma sentença.

Dr. Vinicius Faria, psicogeriatra

Fonte: Revista Zumm